Escola em tempo integral

O que é?

O Instituto Natura acredita na extensão do tempo de permanência na escola como estratégia fundamental para assegurar o desenvolvimento integral do aluno e viabilizar uma educação de qualidade. Defendemos uma educação integral que desenvolva um currículo focado não só na aprendizagem acadêmica, mas também nas dimensões afetiva, emocional, social, física, cultural e ética do aluno, com envolvimento da família, promoção do diálogo e geração de altas expectativas por parte de todos os envolvidos no processo de aprendizagem.

O apoio ao desenvolvimento do modelo está alinhado à meta 6 do PNE (Plano Nacional de Educação), que almeja oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos alunos da Educação Básica.

Como?

Pelo desenvolvimento do modelo de Escola em Tempo Integral para o Fundamental I, com a parceria do Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), para ser implementado como piloto, em 2016, nos municípios de Fortaleza (CE) e Bezerros (PE). Além da continuidade do apoio a diversas redes, como a do estado de São Paulo e a do município de Sobral (CE). Outra realização foi o estudo em parceria com o Instituto Sonho Grande, Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE) e Bain Consulting sobre custos e resultados de aprendizagem do modelo de Escola em Tempo Integral.

Linha do Tempo

  • 2011

    Início da parceria com o Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), que implementa desde 2004 um modelo de Escola em Tempo Integral replicável em larga escala nas redes públicas. Parceria com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo para apoio ao Programa de Ensino Integral (PEI).

  • 2013

    Apoio ao início do modelo ICE nos Ginásios Experimentais Cariocas do município do Rio de Janeiro.

  • 2014

    Implementação das redes municipais de Fortaleza e Sobral (CE), Vitória (ES) e Recife (PE).

  • 2015

    Parcerias estabelecidas com as redes estaduais de Espírito Santo, Maranhão e Paraíba, com início de implantação entre 2015 e 2016.